fbpx
tecnologias de segurança para residências

Guia completo sobre tecnologias de segurança para residências!

Quando o assunto é as tecnologias de segurança para residências, compreender de que forma elas atuam para a sua proteção pode fazer com que você perceba a importância de investir nesses recursos e finalmente se sentir mais seguro em seu lar. Afinal, a violência urbana é um dos pontos de maior preocupação para os habitantes, mas você pode cuidar disso por meio dessas facilidades tecnológicas.

Neste guia completo sobre o assunto, vamos explicar do que essa tecnologia se trata, suas vantagens e quais os principais modelos adotados em diversos lares. Prossiga com a leitura para saber mais.

1. O que são as tecnologias de segurança para residências?

O desenvolvimento tecnológico tem afetado as mais diversas áreas humanas. Desde a vida profissional até as relações afetivas e familiares, praticamente tudo tem passado pelo uso de alguma tecnologia. Para a proteção domiciliar, isso não é diferente e os aparatos de segurança para residências têm sido cada vez mais arrojados e sofisticados.

Se quando falamos nesse tipo de proteção vem à sua mente apenas soluções mais conhecidas e tradicionais como sistema de câmera (CFTV) e alarmes, saiba que as opções hoje vão muito além disso. Desde olhos mágicos inteligentes a sensores contra invasores que acionam diretamente a empresa que fará a segurança do seu lar, são várias as possibilidades existentes.

Diversos desses recursos podem, inclusive, ser controlados a distância ou mesmo dentro de casa por meio de aplicativos no seu smartphone. Isso facilita bastante todo esse processo e permite que você tenha autonomia sobre sua segurança podendo agir de forma ágil e discreta.

2. Quais as principais vantagens?

Infelizmente, contar apenas com policiamento e medidas improvisadas de segurança não costuma ser o suficiente para um país com alto índice de violência urbana como o Brasil. Até mesmo em nações desenvolvidas e com cidades mais seguras, tal tecnologia é amplamente utilizada, por aqui, então, se torna ainda mais essencial.

São muitas as vantagens envolvidas em recursos como esses. Veja abaixo as principais delas:

  • proteger você e sua família de situações de perigo;
  • para quem tem bebê em casa, as câmeras podem facilitar o cuidado com o recém-nascido checando sempre que quiser se está tudo ok com o pequeno;
  • não depender apenas de uma chave física para trancar a sua casa. Fechaduras digitais podem trazer mais segurança e ainda serem controladas de longe;
  • poder averiguar tanto dentro de casa quanto à distância, se não há movimentos furtivos de gente estranha em torno do imóvel, livrando você de más surpresas ao chegar em casa ou mesmo estando dentro sem perceber que isso está ocorrendo;
  • valorizar o seu imóvel já que uma propriedade com tais aparatos de segurança é algo que pode ser atrativo no mercado imobiliário;
  • viver com mais qualidade de vida por meio da sensação de paz e segurança que essa tecnologia pode oferecer.

Como pode ver, citando apenas as principais vantagens já é possível vislumbrar vários aspectos importantes. Nada mais fundamental do que proteger a si e quem mais se ama por meio dessas facilidades contemporâneas em segurança.

3. Por que é importante investir nesse tipo de tecnologia?

Fazer bons investimentos em tecnologias de segurança para residência possibilita não só a sua proteção e da sua família, quanto à própria valorização do imóvel conforme apresentamos em um dos pontos principais do tópico anterior. Afinal, imóveis são um dos bens mais preciosos que um proprietário pode ter e se bem cuidados e administrados podem se tornar uma excelente fonte de renda e trazer resultados financeiros valiosos para o dono.

Ademais, não é novidade para ninguém que contar apenas com o policiamento existente nas cidades ou mesmo alternativas como patrulhas particulares de bairro está longe de ser a solução mais segura. Da mesma forma que existem formas de proteção mais sofisticadas, o crime também se aprimora em sua atuação, sendo crucial estar devidamente preparado para lidar com isso.

As tecnologias de segurança para residência são devidamente pensadas para lidar de forma estratégica com esses desafios do mundo moderno, sendo capazes de proteger a você e sua família nas mais variadas situações. Se agora entende a importância disso, continue lendo para conhecer as principais soluções oferecidas por esses recursos tecnológicos.

4. Quais as tecnologias de segurança para se ter na residência?

Agora que você já compreende o diferencial de se contar com tecnologias de segurança para se ter na residência, é hora de descobrir algumas das opções existentes no mercado. Você perceberá que são soluções práticas, protetivas e bastante importantes para quem leva a sério a segurança no lar.

Sem mais delongas, confira a seguir algumas dessas alternativas. É hora de saber como proteger você, sua família e seu imóvel!

4.1. Fechaduras inteligentes

Vamos concordar que no mundo atual e toda a tecnologia disponível seria um pouco irrealista pensar que para trancar uma porta ainda dependemos exclusivamente de uma chave, não é mesmo? As fechaduras inteligentes mudam esse paradigma permitindo que você acione uma porta por comando de voz, senha ou até mesmo à distância digitalmente por meio de um aplicativo em seu smartphone.

Leitores biométricos também já são realidades, fazendo com que apenas pessoas registradas e autorizadas nesse mecanismo consigam entrar no imóvel. Obviamente, essas fechaduras podem ser vinculadas ao sistema de alarme da sua casa ou apartamento e caso alguém tente violá-lo, as devidas medidas protetivas sejam ativadas. O contato com a empresa responsável pela segurança do seu imóvel é uma delas, agilizando todo esse processo.

4.2. Interfone vinculado a aplicativos

Da mesma forma que continuar achando que se depende de chaves para abrir uma porta, seria retrógrado pensar que só se pode utilizar um interfone de forma tradicional, ou seja, estando dentro do seu imóvel e atendendo quem chama à portaria pelo aparelho instalado na parede.

Hoje com a predominância dos recursos digitais nas mais diversas áreas da nossa vida, essa tecnologia também evoluiu bastante. É possível acompanhar tanto dentro de casa, quanto à distância, quem bate à sua porta por meio de um aplicativo vinculado ao seu telefone. Isso possibilita que você tenha toda a comodidade, conforto e segurança para decidir a quem deve adentrar ou não em sua casa.

4.3. Monitoramento de vídeo

Vigiar pontos estratégicos da casa é essencial para se ter a certeza de que se está seguro e se pode chegar e sair do lar sem grandes preocupações. E antes que você pense que o monitoramento de vídeo se resume ao circuito interno de televisão (CFTV) saiba que com a tecnologia de hoje isso também já vai além.

O primeiro ponto é que as câmeras não precisam mais ser fixas e você pode movê-las a diferentes pontos da casa e escolher onde pode ser melhor colocá-las. A segunda questão tem a ver com o monitoramento remoto facilitado seja por um aplicativo de celular, tablet ou computador desktop.

Como pode ver, todas as soluções existentes hoje são práticas e fáceis de serem utilizadas. Isso só aumenta as chances de você estar realmente seguro e ter a tranquilidade de saber que tomou todas as medidas a favor da sua proteção e da sua família.

4.4. Sistema de alarme e sensores

Sistema de alarme e sensores integrados a aplicativos e à empresa de segurança responsável é outra grande facilidade que esse recurso possibilita. Por meio dele, você ativa sensores de movimento, quebra de segurança, como sinais de invasão na casa por meio da ruptura de fechaduras, ou mesmo quebra das janelas. Dessa forma, qualquer tentativa de delito pode ser inibida tanto pelo alarme com o acionamento da polícia e segurança privada para evitar isso.

Considere que em situações na qual você não está em casa como em viagens ou no trabalho, essa se torna uma das melhores maneiras de manter o seu lar protegido. Fica claro que as tecnologias de segurança para residências são bastante úteis e ainda existem muitos outros aspectos que você precisa conhecer. Prossiga com a leitura para continuar aprendendo.

4.5. Botão de pânico

Mesmo com todos os cuidados, nunca se sabe o que pode ocorrer, não é mesmo? Nesse sentido, tomar as devidas providências não deve, de forma alguma, ser visto como um excesso. É por conta disso que soluções como o botão de pânico surgem.

Quando acontece de se ser surpreendido por uma ação criminosa, nem sempre é fácil acionar o policiamento responsável pela sua proteção. Acessar uma linha telefônica ou mesmo fazer uma ligação no celular pode não ser algo tão simples em situação preocupante com essa.

O botão de pânico facilita isso já que basta pressioná-lo para notificar a empresa responsável pela segurança do seu lar para tomar as devidas providências. Ele pode ser instalado em diferentes pontos da casa que somente você saberá, permitindo que pense estrategicamente na sua segurança e esteja preparado para quaisquer delitos que ocorram.

4.6. Olho mágico

O tradicional olho mágico no qual você precisava ir até a porta para verificar quem estava à porta, agora foi atualizado para uma versão bem mais inteligente. Por meio de câmera que pode ser acessada até mesmo por aplicativo de celular, você consegue checar tanto de dentro de casa, quanto à distância, quem está chegando em seu lar.

Isso evita que você se exponha a riscos desnecessários e mais que isso, tenha a sua privacidade preservada. Afinal, no modelo antigo do olho mágico se você fosse andando até a porta para atender, quem estava do lado de fora poderia perceber seu movimento dentro de casa. No novo formato, isso não acontece e você consegue se preservar de forma fácil, segura e descomplicada.

5. Quais as principais tendências tecnológicas de segurança?

Agora que você já conhece os principais recursos para sua proteção, é importante também descobrir as tendências mais importantes em tecnologia de segurança para seu lar. O desenvolvimento de tais aparatos segue em franca e rápida evolução, fazendo com que as possibilidades se expandam e se diversifiquem ao longo do tempo.

Abaixo, elencamos algumas das mais usuais e que devem se tornar cada vez mais comuns para quem tem interesse em se proteger por meio dessas facilidades tecnológicas. Leia e se surpreenda com as soluções que deverão ser amplamente aproveitadas nos próximos anos.

5.1. Automação residencial

A automação residencial já vem sendo bastante utilizada, não só para segurança, mas para comodidades diversas como acionar luzes, cortinas, eletrodomésticos e até mesmo preparar a água da banheira enquanto se está a caminho de casa.

Em termos de proteção do lar, permite que portas sejam abertas e trancadas a distância ou em horários programados, acionamento de luzes para sua chegada em casa com tranquilidade, integração com sistemas anti-incêndio e tantas outras facilidades que possibilitam que você cuide da sua segurança sem muito esforço.

Além do mais, quando se podem contar com tantos recursos tecnológicos, é importante ter alguma ferramenta que os integrem e facilite a administração dos mesmos. A automação residencial traz esse diferencial, fazendo com que você controle tudo sem precisar se lembrar de cada detalhe a todo momento.

5.2. Tecnologia IP

Não muito diferente de outras facilidades tecnológicas de segurança para residências, a tecnologia IP permite o uso de recursos digitais para supervisionar remotamente a proteção do seu lar. Enquanto a vigilância por câmeras analógicas demandava a instalação de diversos aparelhos e um custo alto de manutenção, a tecnologia IP permite que com um único aparato se vigie até quatro pontos diferentes do imóvel.

Considere ainda que em vez ficar gravando permanentemente tudo o que acontece como era com as câmeras analógicas, a tecnologia IP faz o uso inteligente dos dados. Por ser possível integrá-las ao sistema de sensores, ela pode gravar somente quando há movimentos suspeitos na casa, tornando o registro das imagens muito mais preciso e eficiente.

É possível também enviar notificações à central de segurança por SMS ou e-mail, fazendo com que todo esse preciso seja ainda mais acertado. Certamente essa é uma tecnologia que crescerá muito nos próximos anos e será aplicada em diversos lares.

5.3. Portaria virtual

A portaria física está longe de ser a solução mais segura e viável por diversas razões. Primeiro, nem todo profissional de segurança tem o devido treinamento para lidar com situações de perigo. Isso aumenta não só o risco para o próprio funcionário quanto para as pessoas que moram no prédio ou em um condomínio residencial, por exemplo.

Segundo, delinquentes preparados para uma ação organizada provavelmente terão uma capacidade ofensiva muito maior do que as de um segurança em uma portaria física. Isso novamente leva a um risco maior para todos os envolvidos e complica ainda mais a situação.

Terceiro, quando se conta exclusivamente com o aspecto humano em uma operação de segurança, você pode estar a mercê de oscilações de humor, atenção e disposição em executar bem aquele trabalho. Com o reforço da tecnologia, essas variáveis podem ser controladas e complementadas por uma ação mais precisa diante do perigo.

A portaria virtual permite que se controle tanto presencialmente, quanto de forma remota, o que está acontecendo na portaria. Caso qualquer infortúnio ocorra, sistema de alarmes e acionamento da empresa de segurança podem ser automaticamente acionados. Ela também evita que o porteiro tenha contato direto com encomendas, produtos e mensagens de terceiros, que nem sempre devem ser manuseados por um funcionário.

Como pode ver, essa solução facilita tanto a segurança quanto a privacidade dos moradores. Tal combinação só fortalece essa tendência em proteção do lar.

5.4. Sensores infravermelhos

Se você quer uma solução tecnológica de segurança que seja discreta e, ao mesmo tempo, extremamente eficiente, conte com sensores infravermelhos. Diferentemente de alguns sistemas de alarme que podem ser vistos a olho nu ou mesmo à distância por delinquentes, os sensores infravermelhos não podem ser tão facilmente identificados e quem tentar invadir a sua casa pode ser surpreendido por essa tecnologia.

Algo que até então era visto e imaginado somente por filmes de ação, hoje já é uma realidade em muitos lares. Como as ações criminosas também vem se sofisticando é fundamental pensar em alternativas que sejam capazes de surpreender essas iniciativas mal-intencionadas.

5.5. Cerca virtual

A cerca virtual, também conhecida como sensores de barreira, são hastes que conseguem captar em um raio de até 100 metros qualquer movimento suspeito que esteja ocorrendo na reta em que estão posicionadas. Elas não servem só para evitar delitos em seu lar, mas, também, proteger crianças do uso indevido da piscina, por exemplo, ou quaisquer outras situações que precisam ser vigiadas e que a cerca virtual pode ajudar você a se manter alerta.

Outra grande vantagem é que o suporte em que as hastes são colocadas suportes ajustáveis em 360 graus, possibilitando que você escolha para qual ponto os sensores de barreira estarão direcionados.

Eles têm sido amplamente usados próximos a alambrados de galpões para evitar furtos, instalados dentro de construções que não têm laje e podem alastrar fogo rapidamente em caso de incêndio e obviamente atrás de portas de entradas a fim de identificar tentativas de invasão.

Por serem compatíveis com a maioria dos sistemas de alarme são facilmente aplicáveis a qualquer situação, seja residencial ou empresarial. Tal solução é uma forte tendência quando o assunto é as tecnologias de segurança.

6. Quais cuidados se deve ter com os equipamentos de tecnologias de segurança para residências?

Obviamente, como qualquer outro material é preciso ter cuidado com os equipamentos de tecnologia de segurança para residências. A começar pela manutenção dos mesmos que deve sempre ser feita por profissionais, evitando a todo custo ajustes improvisados que possam danificar ainda mais os aparelhos e deixar sua casa exposta a riscos diversos.

Outro ponto tem a ver com o monitoramento da tecnologia. Se você ou a empresa responsável não cuidam dessa parte, pode acontecer de um dos recursos utilizados em seu lar estar comprometido e você nem mesmo perceber. Acompanhar a proteção realizada em seu imóvel é também uma forma de cuidar do investimento feito em segurança.

Outro ponto que se relaciona direta ou indiretamente com isso e que nem todo mundo considera é o sigilo com que você deve tratar o sistema de proteção do seu lar. Postar informações em redes sociais que possam minar sua estratégia e até mesmo conversar com pessoas do entorno que não são de sua confiança sobre os investimentos feitos em segurança, podem comprometer a sua estratégia.

Afinal, se pessoas mal-intencionadas sabem como funciona o sistema de segurança de sua casa e como ativá-lo e desativá-lo, isso certamente representa um descuido no investimento que foi feito. Em tempos nos quais a privacidade parece ser cada vez menos valorizada e levada a sério, é crucial que você considere isso para ter uma cautela maior com sua proteção.

7. Como fazer a manutenção desses equipamentos?

Conforme adiantamos no tópico anterior, a manutenção deve ser feita apenas por especializadas. Sobretudo por que se tratam de tecnologias avançadas que nada têm a ver com os recursos analógicos que predominavam até pouco tempo atrás. Ao contar com uma empresa de confiança nesse processo, você pode acessar o serviço de profissionais capazes de bem cuidar desse importante investimento na proteção do seu lar.

Se identificar qualquer problema não tente resolver sozinho. Às vezes na ansiedade de solucionar algo ou mesmo achar que não é preciso contar com profissionais, você pode complicar ainda mais a situação.

Lidar com sensores de barreira, tecnologia IP, automação residencial, alarmes e sensores não é para qualquer um. O ajuste fino desse aparelhos requer o devido conhecimento técnico, e se arriscar a arrumá-los por conta própria pode trazer prejuízos financeiros e expor sua segurança a riscos variados — não vá por esse caminho.

Como pode ver, tecnologias de segurança para residências são um diferencial que veio para ficar. Muitos proprietários já entenderam essa questão e têm se beneficiado enormemente da proteção que esses avanços oferecem. Agora que você já sabe como tudo isso funciona, não perca mais tempo e cuide da sua segurança e da sua família por meio desses recursos.

Se gostou de conhecer as principais tecnologias de segurança para residências, compartilhe este post agora mesmo nas redes sociais. Muitas pessoas ainda precisam compreender isso a fim de se tornarem capazes de se protegerem adequadamente.

Banner Quadra Yachts

Quer receber nossos artigos gratuitamente?

Cadastre-se para receber por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.