fbpx

Morar em condomínio significa viver coletivamente. Porém, nem sempre é fácil a rotina de um ambiente compartilhado. Para que haja harmonia, é preciso que cada um dos moradores respeite as regras de condomínio.

Muitas pessoas têm aversão a regras e obrigações e acabam causando problemas. Mas não é preciso lidar com as normas coletivas como se elas fossem um bicho de sete cabeças: é tudo uma questão de bom senso e empatia.

Se você tem dificuldade em lidar com as orientações do seu condomínio, não se preocupe! Neste texto, nós ajudaremos você a manter uma boa relação com seus vizinhos. Basta seguir as 4 dicas que serão apresentadas a seguir. Ficou interessado? Então, acompanhe o post!

1. Tenha cuidado com o barulho

Cada condomínio tem suas regras específicas quanto à tolerância ao barulho. Alguns são mais rígidos, outros mais flexíveis, mas todos passam por pontos em comum.

A melhor forma de lidar com isso é evitar fazer ruídos fora de hora. Ao organizar festas, tome cuidado com som alto e gritos. Também evite usar furadeira, liquidificador e qualquer aparelho que produza barulho irritante.

Se você mora em um condomínio de apartamentos, então, é preciso tomar cuidado até mesmo com a intensidade com que você pisa o chão. Andar de salto alto e a passos pesados pode incomodar os vizinhos do apartamento abaixo do seu. Pular ou bater os pés no chão do seu imóvel são atitudes que estão fora de cogitação!

2. Respeite os ambientes comuns

Piscina, sauna, espaço gourmet, salão de festas e academia. Todos os espaços coletivos devem ser mantidos em bom estado, portanto, tome muito cuidado ao fazer uso de alguns desses ambientes.

Por exemplo, os condôminos devem limpar a sujeira que fizerem após cozinharem no espaço gourmet, mesmo se houver um funcionário responsável pela limpeza geral.

Caso você queira utilizar o salão de festas, é recomendável fazer um agendamento prévio, sempre respeitando as demais pessoas que estão à sua frente na fila de espera.

3. Siga as regras para pets

Alguns condomínios não toleram animais de estimação em hipótese alguma, e até aqueles que aceitam a presença de bichinhos possuem regras rígidas para melhor manutenção da paz.

Os pets costumam fazer barulho, principalmente quando eles passam muito tempo sozinhos ou trancados dentro de casa. Portanto, faça de tudo para manter o bem-estar do seu bichinho e, assim, prevenir que a rotina dele seja um incômodo para os vizinhos.

Também é preciso tomar cuidado com a circulação de pets nas áreas coletivas. Muitas vezes, os bichinhos só podem andar no colo dos donos e fazer uso do elevador de serviço. O ideal é que você procure saber quais são as regras do seu condomínio que estão relacionadas a animais de estimação.

4. Descarte o lixo no lugar certo

Essa é uma questão que, com frequência, é esquecida pelos moradores, mas que é fundamental para conviver bem com os demais.

Se o seu condomínio realiza a separação do lixo reciclável, então, você precisa ter todo o cuidado de descartar os resíduos reaproveitáveis em seu devido lugar. Os restos orgânicos devem ser ensacados com cuidado, para evitar vazamentos ou odores desagradáveis.

Por fim, é preciso ter cuidado para não jogar bitucas de cigarro em lugares indevidos. Geralmente, os condomínios têm normas sobre isso. Caso haja alguma dúvida, procure saber mais sobre as definições do local em que você mora.

Embora seguir as regras de condomínio possa parecer ser um tanto chato, pense que as normas existem para lhe amparar, afinal, se elas não existissem, viver em harmonia em um ambiente coletivo seria impossível. E é interessante frisar que morar em um condomínio traz mais vantagens que desvantagens. A segurança, a comodidade e o lazer sempre à disposição compensam.

Este tipo de conteúdo é do seu interesse? Então, convidamos você a conferir mais um post do blog, no qual mostramos o que é mais vantajoso: comprar ou alugar um imóvel na praia. Boa leitura!

Share This