fbpx

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Com 40 quilômetros de orla, Caraguatatuba já faz parte do roteiro dos apaixonados pelo litoral norte de São Paulo. Localizada a cerca de 178 quilômetros da capital, a cidade abriga praias para todos os gostos, das selvagens às badaladas.

Caraguá — como é carinhosamente conhecida — tem outros atrativos, como piscinas naturais, trilhas, cachoeiras e uma infinidade de espécies de pássaros, além da belíssima orla, é claro! Todas essas belezas são protegidas pelo Parque Estadual da Serra do Mar.

Apesar das várias atrações, são as praias as estrelas principais da cidade. Com tantas opções à disposição, o difícil mesmo é escolher quais visitar. Foi pensando nisso que preparamos este guia com as melhores praias de Caraguatatuba!

Acompanhe e saiba o que esperar de cada uma delas!

Conheça as melhores praias de Caraguatatuba

Situada entre Ubatuba e São Sebastião, Caraguatatuba reúne algumas das melhores praias do litoral paulista. Ao todo, são 40 quilômetros de orla de diferentes estilos.

A seguir, fizemos uma seleção com os cenários imperdíveis. Veja!

Praia da Tabatinga

Para alguns, Tabatinga é a praia mais bonita de Caraguatatuba. Ela está situada a 16 quilômetros do centro, já na divisa com Ubatuba, sua cidade vizinha.

A praia tem um mar calmo, limpo e de águas rasas. Por isso, ela costuma ser uma excelente opção para quem está com crianças e idosos.

Podemos dizer que Tabatinga é dividida em dois lados: o esquerdo (onde fica um condomínio de luxo) e o direito. O primeiro é a parte mais preservada do local, onde os turistas poderão apreciar um mar cristalino e uma paisagem exuberante.

No entanto, para chegar até lá, é preciso contornar o Condomínio Costa Verde Tabatinga — basta estacionar o carro no canto direito da praia e ir caminhando.

No lado direito, por sua vez, é possível ver o encontro do mar azul com o Rio Tabatinga. Nessa parte, há diversos quiosques, restaurantes e aluguel de embarcações.

Ilha do Tamanduá

Em frente à Tabatinga, fica a Ilha do Tamanduá, bastante conhecida por quem gosta de praticar pesca esportiva. As rochas submersas do local também reúnem uma incrível fauna marinha, o que propicia a realização de mergulho livre.

Em Tabatinga há inúmeros barcos que levam os visitantes até a ilha. No entanto, se você for até lá, é bom se preparar. O local é preservado e, por isso, não tem infraestrutura. Sendo assim, é preciso levar água, comida e sacos plásticos para acomodar o lixo.

Quem gosta de se aventurar no turismo náutico também vai gostar da ilha. A partir de Tabatinga, é possível alugar lanchas e outras embarcações para ir até o local.

O que esperar da Praia da Tabatinga:

  • tem águas calmas e areias brancas e finas;
  • é ideal para ir com crianças e idosos;
  • possui infraestrutura, com quiosques e restaurantes;
  • é possível alugar lanchas, barcos e stand up paddle.
  • está situada a cerca de 16 quilômetros do centro de Caraguatatuba;
  • é vizinha da praia das Galhetas, em Ubatuba.

Guia completo para conhecer e explorar Caraguatatuba

Descubra Caraguatatuba e os benefícios de morar nessa que é a maior cidade do litoral norte de São Paulo.

Faça o download do seu e-book e conheça o que Caraguá tem de melhor a oferecer a você e a toda sua família:

Praia da Mococa

Vizinha de Tabatinga, a Mococa é uma praia preservada, de mar calmo e areias finas. Por lá, não há sinal de prédios ou casas. Embora tenha esse aspecto paradisíaco, a infraestrutura é boa — ao longo da orla, é possível encontrar quiosques e barraquinhas.

Além de calmo, o mar é bastante raso. Por esse motivo, esse cantinho de Caraguá também é uma boa opção para quem está com crianças e idosos.

Mas o grande diferencial da praia são suas areias monazíticas. Para quem não sabe, nesse tipo de areia há a concentração de minerais pesados, como tório e urânio.

Alguns pesquisadores afirmam que, ao entrarem em contato com a pele, essas substâncias provocam uma radiação que estimula o fluxo sanguíneo — reação que pode tratar e prevenir artrites, inflamações, dores reumáticas e até câncer de mama.

Entre a comunidade médica, não existe consenso se a areia monazítica realmente causa esses efeitos no organismo ou não. No entanto, o cenário paradisíaco e relaxante da Mococa é garantia de dias sem estresse e com muita qualidade de vida.

E se sombra e água fresca não forem os seus objetivos principais, não há problema! No local, também é possível andar de stand up paddle, caiaque e barco. Aliás, assim como Tabatinga, a Mococa oferece passeios até a Ilha do Tamanduá.

Mergulho livre

A Praia da Mococa é um dos lugares de Caraguá ideais para a prática de mergulho livre — geralmente, ele é feito próximo à foz do Rio Mococa.

Por isso, se você quiser ver a fauna marinha de perto, basta levar um óculos e uma máscara de snorkel. As águas são um pouco rasas. É possível levar crianças e idosos.

O que esperar da Praia da Mococa:

  • está situada entre as praias de Tabatinga e Cocanha;
  • tem águas calmas e areias finas;
  • próximo à foz do rio, é possível praticar mergulho livre;
  • possui quiosques e barraquinhas ao longo da orla;
  • tem areia monazítica, conhecida por tratar doenças;
  • oferece passeios de barco, inclusive, até a Ilha do Tamanduá.

Praia da Cocanha

Situada a 11 quilômetros do centro de Caraguatatuba, a praia da Cocanha tem uma ótima infraestrutura. Em frente à orla, existem diversas vagas para estacionar o carro. Já próximo à areia, é possível encontrar quiosques, restaurantes e bares variados.

O cenário também merece destaque. Rodeado por coqueiros, o local conta com um mar claro e calmo, areia branquinha e uma bela vista para as ilhas Cocanha e Tamanduá.

Quem gosta de fazer atividades ao ar livre também encontra atrativos em Cocanha. Por lá, o visitante pode andar de caiaque, stand up paddle ou realizar um mergulho de observação.

Diferentemente de Tabatinga e Mococa, a praia de Cocanha costuma ser um pouco agitada — principalmente no verão. Por isso, ela não é a mais indicada para quem não gosta de areia cheia (exceto se a sua visita ocorrer em baixa temporada, época mais tranquila).

Fazenda de Mexilhões

Na ilhota que fica em frente a praia da Cocanha existe uma Fazenda de Mexilhões, considerada a maior do estado de São Paulo. O local, que garante o sustento de muitos moradores locais, produz cerca de oito mil toneladas de mexilhões todos os anos.

Para quem gosta de maricultura, é possível conhecer de perto o cultivo de mariscos. Basta procurar o rancho de pescadores na praia de Cocanha e agendar um passeio.

Com tantos mexilhões disponíveis no local, não há de se espantar que a culinária de Caraguatatuba seja repleta de mariscos, não é mesmo? É possível encontrá-los em risotos, massas, paellas e em muitas outras delícias nos restaurantes da cidade.

O que esperar da Praia da Cocanha:

  • está situada entre as praias de Massaguaçu e Mococa;
  • tem boa infraestrutura, com bares, restaurantes e quiosques;
  • o mar é calmo e limpo;
  • é possível realizar diversas atividades na praia, como andar de stand up paddle, banana boat, caiaque e outras;
  • em frente à praia, localiza-se a maior fazenda de mexilhões de São Paulo.

Praia da Massaguaçu

Massaguaçu é aquele local que encanta qualquer visitante. Nos quase 8 quilômetros de orla, é possível observar um mar azul, que se contrasta com areias grossas e amareladas.

Ao fundo, o visitante ainda tem a oportunidade de ver a cidade de Ilhabela. A vegetação rasteira chamada de “jundu” também chama a atenção. Protegida pelos órgãos ambientais da zona costeira, essa lindíssima faixa verde corre o risco de desaparecer.

Embora o cenário seja digno de filme, Massaguaçu pode ser bastante perigosa. Isso porque ela é uma praia de tombo, ou seja, há uma forte inclinação entre a areia e o mar. Por isso, o local não é indicado para crianças, idosos ou para quem não sabe nadar.

Quem gosta de surfe, porém, pode aproveitar as fortes ondas que quebram na lindíssima praia. Da areia, é possível ver diversos surfistas se aventurando na correnteza.

Se você não sabe nadar, mas não abre mão de visitar Massaguaçu, uma dica é caminhar até o canto esquerdo do local. Nesse trecho, o mar fica um pouco mais calmo.

Em relação à infraestrutura, há diversos hotéis, pousadas e casas para a temporada no entorno da orla. Entretanto, na areia em si existem poucos quiosques e restaurantes.

Pesca de arremesso

Massaguaçu é um excelente local para praticar pesca de arremesso. Por consequência da geografia da praia, nem é preciso entrar na água para jogar o anzol.

Não é à toa que a praia sedia alguns dos principais torneios de pesca da região. Além da modalidade arremesso, é possível praticar a pesca de costão do alto das pedras.

Por lá, existem diversas espécies de peixes. A lista extensa inclui robalos, betaras, corvinas, castanhas, bagres, pampos, baiacus e até arraias.

O que esperar da Praia da Massaguaçu:

  • está a 8 quilômetros do centro, entre as praias Capricórnio e Cocanha;
  • o mar é azul e claro e as areias são grossas e amareladas;
  • é uma praia de tombo, que tem correnteza e ondas fortes;
  • não é indicada para crianças, idosos ou para quem não sabe nadar;
  • a pesca de arremesso é uma atividade bastante comum na praia;
  • tem infraestrutura mediana, com poucos quiosques e barracas.

Praia Brava

A Praia Brava é, sem dúvidas, um verdadeiro paraíso. O cenário completamente selvagem do local encanta até mesmo os turistas mais exigentes.

Localizada a cerca de 4 quilômetros do centro, a praia tem mar azul e areias claras cobertas pela incrível vegetação da mata atlântica. Protegido por leis ambientais, o local é deserto e não possui estrutura de quiosques, casas ou hospedagens.

Por isso, o visitante que deseja curtir o dia na Praia Brava deve se preparar! É preciso levar água, comida, repelente (tem muitos insetos), protetor solar e saco de lixo.

Trilha para chegar até a praia

Preparação e fôlego são dois quesitos indispensáveis para quem deseja visitar esse pedacinho do litoral norte de São Paulo. Isso porque, para chegar até a orla, é necessário enfrentar uma trilha bastante íngreme de cerca de 30 minutos.

O acesso é feito pela praia de Martim Sá, vizinha da Brava. O visitante deve percorrer a Avenida Fioravante Paschoalim e, depois, entrar na Rua Jacarandá, onde há um estacionamento. Após deixar o veículo, é preciso andar alguns metros até a orla.

Vale lembrar que, durante a alta temporada, a Praia Brava costuma receber muitos visitantes. Em função das poucas vagas de estacionamento, alguns turistas preferem deixar o carro ainda na estrada a fazer o restante do percurso a pé.

No entanto, também é possível fugir da multidão indo visitar o balneário em horários alternativos, como de manhã bem cedinho.

Todo o esforço para chegar até lá vale a pena assim que avistamos o cenário paradisíaco do lugar. A praia, em formato de concha, é um dos pedacinhos mais belos de Caraguatatuba.

Quem espera mergulhar no mar azul, contudo, pode ficar um pouco decepcionado. Assim como a Massaguaçu, a Brava é uma praia de tombo, não sendo indicada para banho. Já os surfistas podem aproveitar as fortes ondas que ali se formam.

O que esperar da Praia Brava:

  • está localizada a cerca de 4 quilômetros do centro de Caraguá;
  • possui mar azul e areias cobertas pela vegetação da mata atlântica;
  • é uma praia de tombo, sendo mais indicada para surfistas;
  • para chegar até o local, é preciso enfrentar uma trilha de cerca de 30 minutos.;
  • é deserta e, portanto, não tem infraestrutura.

Praia Martim de Sá

A Praia de Martim Sá é a mais movimentada de Caraguatatuba. A 3 quilômetros do centro da cidade, ela reúne excelentes bares, quiosques e restaurantes tanto em seu entorno quanto na própria faixa de areia.

Embora também seja considerada uma praia de tombo, o turista consegue encontrar, ao norte, um mar mais raso e calmo. Para garantir a segurança dos banhistas, há salva-vidas espalhados pelo local.

Se você gosta de atividades ao ar livre, Martim Sá é o lugar certo. Por lá, há várias opções de lazer, como passeios de ski banana e de escuna; aluguel de caiaque e stand up paddle; além de diversas pessoas praticando esportes, como voleibol e frescobol.

Paquera

Martim Sá conta com um calçadão bastante estruturado, repleto de bares e restaurantes. Por esse motivo, a praia é bastante frequentada por jovens, inclusive à noite. O lugar também é conhecido como o point da paquera e é fácil ver vários casais andando por lá.

O que esperar da Praia Martim Sá:

  • está situada a cerca de 3 quilômetros do centro;
  • existem diversas opções de lazer, tanto durante o dia quanto à noite;
  • tem uma ótima infraestrutura, com bares, restaurantes, hotéis etc;
  • o mar é azul, as areias claras e as ondas fortes;
  • existem salva-vidas que garantem a segurança dos banhistas locais.

Praia do Capricórnio

A Praia do Capricórnio é continuidade da Praia de Massaguaçu. Por esse motivo, as características dos dois balneários são bem semelhante: fortes ondas, areias grossas e um mar propício para o surfe e para a pesca de arremesso.

Lagoa Azul

Uma das partes mais frequentadas (e bonitas) da praia é o lado sul, onde existe um cartão-postal bastante conhecido de Caraguá: a Lagoa Azul, que fica na foz do Rio Capricórnio.

De lá, o visitante pode apreciar uma bela vista, tirar fotos e tomar um banho revigorante na lagoa. Tudo isso em meio a um cenário paradisíaco.

O que esperar da Praia do Capricórnio:

  • está situada a cerca de 8 quilômetros do centro;
  • é uma praia de tombo, ou seja, não é propícia para banho;
  • não há muitos quiosques ou barracas;
  • o mar é forte e agitado;
  • do lado sul do balneário, existe a Lagoa Azul;
  • a lagoa é um dos pontos turísticos mais procurados de Caraguá.

Prainha

Como o próprio nome diz, a Prainha é uma orla pequena, mas bastante frequentada por turistas — principalmente por famílias. As águas são tranquilas e rasas e a infraestrutura é excelente. No local, há diversos quiosques, bares e restaurantes para todos os gostos.

Pedra do Jacaré

Localizada a cerca de 4 quilômetros do centro, um dos principais atrativos da Prainha é a Pedra do Jacaré — trata-se de uma rocha com o formato parecido ao do animal. De cima do local, o visitante tem uma ótima vista para a orla de Caraguá. Vale a pena!

O que esperar da Praia da Prainha:

  • está localizada a cerca de 4 quilômetros do centro;
  • conta com bons bares, restaurantes e quiosques;
  • as águas são tranquilas e rasas, sendo ideais para famílias;
  • a orla é pequena, podendo ficar bastante cheia em alta temporada;
  • a praia conta com a Pedra do Jacaré, um ótimo local para observar a vista.

Praia do Centro

Como o próprio nome diz, a Praia do Centro fica na parte principal da cidade. Com uma excelente infraestrutura, a orla é perfeita para quem gosta de esportes. Isso porque o local é propício para a prática de atividades físicas. No calçadão, o que não faltam são pessoas caminhando ou andando de bike. Na areia, o futebol e o vôlei predominam.

Além disso, o balneário conta com parque de diversões, praça de eventos, pista de skate, quadras esportivas e muito mais. Sem contar nos excelentes bares e restaurantes.

Em relação ao mar, a água é bastante rasa e tranquila, sendo ótima para banho. No entanto, por estar na parte central da cidade, a orla costuma ser bastante cheia.

O que esperar da Praia do Centro:

  • ótima infraestrutura, com bares, restaurantes, quiosques, lanchonetes etc.;
  • há diversas opções para quem gosta de esportes;
  • no local, existe um parque de diversões e uma praça de eventos;
  • na alta temporada, é comum acontecer shows e exposições por lá;
  • o mar é calmo e as ondas são tranquilas.

Praia do Camaroeiro

A Praia do Camaroeiro é continuidade da Praia do Centro, tendo características bastante semelhantes. No entanto, nesse ponto, o mar não é muito propício para banho.

Isso ocorre porque o balneário é caracterizado pela atividade pesqueira. Sendo assim, é comum encontrar inúmeros barcos atracados na região. Aliás, a praia conta com o Entreposto de Pesca Artesanal, onde é possível comprar peixes fresquinhos.

O que esperar da Praia do Camaroeiro:

  • continuidade da Praia do Centro;
  • tem um bonito calçadão;
  • o mar não é indicado para a banho devido à quantidade de barcos atracados;
  • na praia, é possível comprar peixes frescos diretamente dos pescadores.

Saiba onde se hospedar em Caraguá

Caraguatatuba é uma das cidades do litoral paulista que apresentam melhor infraestrutura. Por esse motivo, é fácil achar uma hospedagem que agrade a sua família.

O município conta com hotéis, pousadas, casas de veraneio e até condomínios de luxo que oferecem hospedagens com restaurantes, ambulatório, piscinas e muito mais.

Sendo assim, ao escolher o local para você e sua família curtirem as férias, é preciso observar dois pontos principais: a localização e a infraestrutura do hotel ou imóvel.

Se você deseja ficar em um ponto bastante movimentado, as praias mais centrais — do Centro e Martim Sá, por exemplo — são as melhores opções para você. No entanto, se o seu objetivo é relaxar, recomendamos orlas mais tranquilas, como Tabatinga e Mococa.

Em relação à infraestrutura, é importante analisar alguns fatores. Se você desejar ficar em um hotel, pesquise com antecedência como é a estrutura, o atendimento e a limpeza do local. Também não se esqueça de averiguar se ele tem café de manhã e restaurante.

Se preferir alugar um espaço só para você e sua família, a dica é escolher um local que ofereça comodidade, com playground para as crianças, estacionamento, quadras esportivas, recolhimento de lixo, mercado e ambulatório nas proximidades etc.

Condomínio Costa Verde Tabatinga, por exemplo, oferece tudo isso e muito mais. Sinônimo de requinte, o local oferece segurança aos visitantes. Além disso, o lugar tem uma estrutura invejável. Durante a sua estadia, você terá ambulatório médico, restaurante, piscinas e quadras esportivas à sua disposição.

Como pudemos ver, as praias de Caraguatatuba encantam qualquer visitante. Basta escolher as que combinam mais com a sua família, arrumar as malas e descansar!

Quer conhecer esses e outros lugares para visitar? Então, baixe agora mesmo o nosso e-book “Guia completo sobre o litoral norte paulista!“.

Share This