fbpx

Quando a casa já está quase no fim, resta uma das partes mais esperadas: o acabamento!  E são várias as escolhas que precisam ser tomadas: pisos, telhado, esquadrias e outros detalhes.

Os toques finais, não devem ser pensados de última hora, lembre-se de que a maioria das lojas não trabalha com todas as peças no estoque e demoram em média de 15 a 40 dias para realizar a entrega.

Atualmente, são inúmeras as opções oferecidas no mercado e a cada estação novas tendências são lançadas, por isso é preciso tomar cuidado com modismos.  Para não correr o risco de enjoar, escolha os clássicos ou que combinam com o estilo da casa e a decoração que será usada na residência. Para quem gosta de estar sempre mudando, uma opção é investir em acabamentos de tons neutros e inovar nos móveis e acessórios, como vasos e quadros. Optar pelos costumeiros também é vantajoso para quem pensa em vender o imóvel futuramente.

O telhado varia de acordo com o projeto arquitetônico. As telhas mais usadas são as de cerâmica, envernizadas ou com acabamento em gloss. Elas duram mais e valem o investimento.


O tipo de piso mais conhecido no Brasil é o cerâmico, ficou famoso por causa de sua resistência e fácil aplicação, além disso, por ser impermeável reduz o aparecimento de manchas. Uma dica para quem quer economizar é utilizar o mesmo revestimento para todos os cômodos, afinal é sempre necessário adquirir uma margem de sobra e comprando o mesmo piso você evita desperdício.

A madeira é outro tipo clássico, porém necessita de alguns cuidados especiais com o tempo, principalmente em lugares com maresia. Periodicamente é preciso aplicar algum verniz ou stain. Essa aplicação pode ser feita anualmente e garante o brilho e a aparência de novo, além de prevenir riscos e manchas. Esse tipo de material também pode usado em outras partes da casa, e os cuidados são os mesmos.

Texto: Aline Ehrlich – Redatora da Agência MayPress
Fonte: Revista Pense Imóveis e Diário Catarinense

Share This