fbpx

A arte é uma forma que encontramos para expressar nossas emoções, usando a cultura e história em que vivemos. Algumas pessoas, mais do que outras, são capazes de criar, inventar e representar seus sentimentos em tela, madeira, argila, tecido e muitos outros materiais. Em Caraguatatuba, podemos encontrar quem se dedique a produção artística de alguma forma. Conheça dois deles.

 

Delicadeza dos mosaicos

O pintor, desenhista e professor Antônio Carelli nasceu em Capivari, no interior de São Paulo, em 1926. Começou a estudar arte com Yoshiya Takaoka, em 1945, frequentando as sessões de modelo vivo da Associação Paulista de Belas Artes e do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, o Masp. Na década de 50 mudou-se para Paris, onde queria estudar com o professor e artista André Lhote e nas academias Julian e La Grande Chaumière. Durante esse período o artista aprendeu técnicas para mosaicos, desenhos e pinturas e teve a experiência de expor seu trabalho no Museu Bourdelle.

Em meados de 1955, retornou ao Brasil, criou seu próprio ateliê e foi professor de desenho na Faculdade de Artes Plásticas da Fundação Armando Álvares Penteado – Faap, de 1967 a 1983. No ano de 1993 resolveu deixar as salas de aula para dedicar-se apenas à pintura. Três anos depois Carelli decidiu mudar-se para Caraguatatuba onde criou e mantém até hoje o projeto Arte Litoral Norte. Em seu ateliê, Carelli recebe grupos de poucos artistas para praticar e discutir sobre arte em mosaico e pintura de modelos vivos.



A elegância da cerâmica

“A cerâmica é uma das mais antigas expressões de arte”. Essa é a definição de Ben Hur Vernizzi para o processo artístico que envolve a argila. O ceramista nasceu em São Paulo capital, mas mora em Caraguatatuba desde 1985, onde começou a trabalhar com a cerâmica. Vernizzi viveu sua primeira experiência com a arte em argila nos anos 70, quando viajou para a região norte do país. Foi no Pará e no Amazonas que conheceu um pouco do processo da argila e se interessou pela cerâmica, no entanto, suas primeiras peças só foram produzidas quando se mudou para o litoral norte e teve orientações da artista Mieko Ukeseki e do professor Antônio Carelli.

A partir daí, o artista construiu seu ateliê na beira da praia e passou a viver da venda de suas peças. Ele transmite em sua arte o cenário que tem contato diariamente: a natureza, os peixes, as aves, os homens do mar e as famílias de caiçaras. “Uso a argila para modelar e dar forma às minhas ideias. É um dos materiais mais humildes que existem na natureza, mas também é dos que mais resistem ao tempo”, conta o escultor.

 

Visite o ateliê dos artistas

Antônio Carelli

Rua Matilde Veríssimo Mendes, 54 – Loteamento Recanto Sandra, Martin de Sá – Caraguatatuba – SP.
Visita apenas com agendamento prévio.

Telefone: (12) 3883 2370


Ben Hur Vernizzi

Avenida Geraldo Nogueira da Silva, 9152 – Porto Novo – Caraguatatuba – SP.

Telefone: (12) 3887 4189

 

 

 

 

Reportagem adaptada da Revista Quadra Prime 2013

Texto: Fabiana Lima |Edição: Aline Ehrlich – Agência MayPress

Share This