fbpx

Benéfico para alma, o verde nos traz paz e uma sensação de relaxamento. A natureza é o elo entre tudo que existe na Terra e tudo que nos serve vem, direta ou indiretamente, da natureza. As plantas neutralizam os gases tóxicos encontrados em ambientes fechados absorvendo-os e os transformando em nutrientes, além de poder aumentar a humidade relativa do ar.

A natureza é importante para saúde além de decorar nossas casas. Estudos também apontam que o verde nas empresas melhora a produtividade e o bem-estar dos funcionários. A natureza é o refúgio perfeito para pessoas que precisam se libertar do estresse e consequentemente melhorar a qualidade de vida.

Trazer a natureza para perto de nós tem sido o trabalho de muitos arquitetos e paisagistas, pois afinal, não é sempre que podemos descansar em fazendas e praias. Outro benefício é a valorização de seu imóvel, pois segundo uma pesquisa encomendada em 2011 pela empresa sueca Husqvarna (empresa de equipamentos de jardinagem), a valorização média de um imóvel com áreas verdes bem cuidadas chegou a 16%. Neste estudo foram pesquisados cinco mil proprietários de imóveis em nove países e 44 corretores imobiliários. Neste mesmo estudo, comprovou-se que houve um aumento de aproximadamente 10% para as residências com um jardim bem cuidado e cerca de 15% de desvalorização nas casas em que a área estava descuidada. Alguns cuidados são essenciais para cuidar do seu jardim. Para quem não possui quintal, as opções de vasos e plantas para dentro de casa são muitas, consulte um profissional e você poderá criar ambientes lindos e verdes mesmo com pouco espaço. Já para quem possui espaço, nada melhor do que um belo jardim, as possibilidades são infinitas.

Veja algumas dicas para deixar o seu jardim lindo e cheio de vida:

Não se deve adubar o jardim no final do verão, principalmente se você mora em regiões frias, sujeitas à geadas. A razão é simples: quando fertilizamos uma planta, enviamos uma informação para que ela cresça e se desenvolva. Esse broto ficará sujeito a temperaturas baixas e ventos frios, correndo o risco de se danificar. Além disso, é o período que a planta está se preparando para descansar, depois de vários meses se desenvolvendo. A grama sim deve ser adubada. Especialmente para as que se desenvolvem em climas quentes, devemos evitar a adição excessiva de nitrogênio.

Para aquelas em climas frios, podemos proteger o gramado, fazendo uma cobertura com solo. Cuidado ao podar o gramado muito baixo, além de prejudicar o crescimento da grama, isso pode proporcionar o crescimento de ervas daninhas.

Estaquear as mudas de árvores pensando em orientá-las a crescerem retas e verticais também não é uma boa ideia. Os tutores servem mais para sinalizar e protege-las de danos e quebras. As árvores seguirão sempre em busca do sol e da luminosidade, com ou sem estacas.

Evite andar sobre os canteiros, ou pelo menos, pise somente o necessário. Defina bem os caminhos, pois, ao pisarmos no solo, este fica compactado e prejudica o crescimento das plantas.

Outra dica importante é não trabalhar muito o solo, algumas pessoas acreditam (erroneamente), que um bom solo é aquele bem fininho, homogêneo. Na verdade, quanto mais diversificada a matéria do solo melhor. Um solo muito homogêneo se compacta muito fácil. O ideal é que ele tenha bastante matéria orgânica para que possa ter uma boa drenagem e se mantém úmido por mais tempo, além de fornecer mais nutrientes às plantas.

Não use agrotóxicos! Antes de chegar a este extremo, existe uma infinidade de opções para se combater pragas e ervas daninhas. Para cada tipo de ataque temos um “contra ataque” que não terá efeitos colaterais, não contaminará o solo e não prejudicará o meio-ambiente nem sua família. No caso de ter pouco tempo para cuidar do jardim a opção ideal é contratar um paisagista ou um jardineiro, eles saberão orientá-lo e fazer as escolhas certas para cada tipo de região, de solo, de clima e ainda podem deixar o seu jardim lindo de morrer.

Na verdade, se ficarmos atentos, perceberemos que somos parte integrante da Natureza e nos valeremos do que ela pode nos oferecer para nos curar, para nos energizar e para sermos mais felizes. Viva o verde!

Redação Daniele Buosi | Agência MayPress
Fontes: Sites Mãe Natureza, Brasil Escola, Econsciência e Ecoviagem.

Share This