fbpx

Alugar uma casa de praia é uma ótima opção, pois os hóspedes têm mais liberdade e espaço do que teriam em um hotel. Além disso, dependendo do número de pessoas, pode ser mais vantajoso financeiramente. Mas, para poder desfrutar tranquilamente do seu descanso, é preciso tomar alguns cuidados.

Você sabe quais são eles? Preparamos o conteúdo a seguir especialmente para orientar você nesse sentido. Continue a leitura e confira nossas dicas para evitar preocupações em meio ao seu merecido descanso no litoral!

1. Escolha bem a imobiliária

A escolha da imobiliária é quase tão importante quanto a da casa, já que essa empresa será a responsável por intermediar todo o processo. A recomendação é jamais alugar diretamente com o proprietário.

Pesquise o portfólio e a reputação da imobiliária na internet. Lembre-se de que ter uma seleção de imóveis mal cuidados e desinteressantes não é um bom sinal para as companhias. Procure por uma opção que preze pela excelência e tenha uma reputação consolidada.

2. Verifique as comodidades oferecidas

É importante procurar saber se a casa está bem-equipada e conta com os móveis ou eletrodomésticos básicos para uso cotidiano. Você pode fazer isso olhando as fotos do anúncio e, se necessário, consultando a imobiliária.

Jamais se esqueça desse tipo de verificação. Caso contrário, você pode acabar tendo uma surpresa muito desagradável ao chegar ao imóvel.

3. Opte pela proximidade da praia

Nem sempre é possível alugar uma casa bem de frente para a praia. Porém, foque sua pesquisa naquelas que fiquem localizadas em ruas próximas ou a uma curta distância de carro, principalmente se você estiver em um grupo grande de pessoas. Caso se hospede muito longe da orla, perderá bastante tempo com locomoção, o que prejudicará os passeios.

4. Avalie a estrutura da casa

É importante verificar se a casa está em boas condições por dentro e por fora. Evite alugar um imóvel que apresente rachaduras na parede, fios elétricos expostos e outros problemas de segurança.

Peça fotos também da área externa. Veja se ela está bem-cuidada — sem mato, por exemplo — e pergunte se a piscina, se houver, funciona. Evite pagar a mais por algo que não poderá usar!

Procure visitar a casa com antecedência e não confie apenas em fotos, pois nem sempre elas mostram suas reais condições. Se não for viável ir até o local, peça a algum conhecido para fazer tal certificação. Quando você não conhecer ninguém da região, outra opção válida é solicitar à imobiliária ou ao próprio dono o contato de pessoas que já se hospedaram na propriedade.

5. Verifique o entorno do imóvel

Uma regra de extrema importância na hora de alugar uma casa de praia é pesquisar se há comércios de necessidade básica, como supermercados, farmácias, restaurantes, à sua volta. Com esses estabelecimentos em suas proximidades, fica mais fácil o deslocamento até eles, caso necessite.

É bom ficar de olho também na segurança. Certifique-se de que a localidade onde se encontra a casa não oferece perigos: assim, você e toda a sua família gozarão das férias com tranquilidade.

6. Veja a possibilidade de levar animais de estimação

Para quem tem animal de estimação, vale a pena pesquisar se o imóvel que pretende alugar permite a entrada de pets. É muito comum, hoje em dia, que os bichinhos sejam aceitos, afinal, são membros da família e não podem ficar de fora da diversão. Além disso, levá-los para as férias alivia a preocupação quanto a onde deixá-los para viajar em paz.

7. Busque indicações

O ideal mesmo, caso seja possível, é buscar indicações de amigos, familiares e conhecidos antes de alugar uma casa na praia. Confira se essas pessoas já estiveram na região escolhida por você para passar as férias.

Pergunte por qual meio encontraram a residência, se utilizaram alguma imobiliária para intermediar o aluguel e como foram as experiências no local. É sempre bom escutar a opinião de quem já esteve na região.

8. Informe-se sobre as regras do condomínio

Alugar uma casa em algum condomínio na praia tem muitas vantagens, mas é fundamental saber quais são seus direitos e deveres nas áreas comuns. Confira se inquilinos temporários podem usar piscinas ou saunas e como deve ser feita a identificação na portaria, entre outras questões.

9. Desconfie de preços muito baixos

Se você está viajando na baixa temporada, é normal que os preços sejam melhores. Mas, mesmo nesse caso, é importante pesquisar outras casas de padrão similar, para saber se o valor cobrado está dentro da realidade de mercado.

É tentador pagar menos pelo aluguel, mas você também deve ter cuidado com quantias muito menores do que as esperadas. A casa pode estar cheia de problemas ou, até mesmo, ser um anúncio falso.

Primeira casa de praia: do financiamento aos últimos detalhes da decoração

Esse guia foi feito especialmente para você que deseja realizar o seu sonho mas tem a cabeça cheia de dúvidas e medos. O conteúdo é detalhado e explica desde os macetes para escolher um bom imóvel até a melhor maneira de decorar a casa na praia.

10. Negocie a forma de pagamento

Muitas vezes, o proprietário do imóvel exige a condição de um sinal para a reserva. Verifique tal exigência, o modo de pagamento do restante do dinheiro (que pode ser na entrada ou saída) e, até mesmo, se existe a possibilidade de parcelamento.

Antes de fechar o negócio, certifique-se de que outros gastos, como IPTU, condomínio, água, luz e gás, estejam incluídos no aluguel, para não serem pegos de surpresa depois. Evite, ainda, efetuar o pagamento todo de uma vez e antecipadamente, senão você pode perder as chances de negociar, caso ocorra algum contratempo com o imóvel.

11. Leia bem o contrato

Antes de assinar o contrato de locação, não tenha vergonha de gastar algum tempo lendo as cláusulas com atenção ou de fazer perguntas. Afinal, é seu dinheiro e a qualidade da sua viagem que estão em jogo.

Nenhuma imobiliária idônea faz qualquer tipo de negócio sem contrato por escrito. Por isso, jamais aceite locar um imóvel por contrato verbal. Lembre-se de que, caso haja qualquer problema jurídico, será muito difícil comprovar seu posicionamento.

12.  Inspecione a casa na chegada

Logo que chegar ao imóvel, abra as torneiras e teste os eletrodomésticos, as descargas, os chuveiros e as luzes, verificando se tudo apresenta um correto funcionamento. Esse cuidado deve ser redobrado nas casas de praia, que costumam ficar fechadas por longos períodos.

Caso encontre algum defeito depois que o proprietário (ou seu representante) já tiver saído, avise-o imediatamente. Ele tem a obrigação de fazer os ajustes necessários.

13. Verifique a real proximidade da praia

Para chamar atenção e aumentar o interesse das pessoas, muitos locatários e até mesmo empresas terceirizadas de locação de imóveis para temporada anunciam que o imóvel é bem próximo da praia. Afinal, quando viajamos, buscamos conforto e comodidade.

A maneira mais confiável de averiguar se as informações procedem é fazer a conferência por meio do Google Maps ou de aplicativos afins. Dessa forma, você consegue ver a distância aproximadamente da casa até a praia, a distância até os principais pontos turísticos, a distância até a rodoviária e o aeroporto.

Não se esqueça também de checar a infraestrutura da localidade por meio de aplicativos, ou seja, verificar as proximidades de restaurantes, padarias, supermercados e hospitais, pois, ao viajar com crianças, é sempre bom se precaver.

14. Prefira pagar com cartão de crédito

Geralmente, a forma de pagamento da locação de casa de praia costuma ser facilmente negociada de ambas as partes. Mas evite pagar a locação integral antes da sua chegada ao imóvel.

O modo mais comum na negociação é uma entrada de 50% no ato da reserva, e o restante do valor pago no dia que você pega a chave ou, até mesmo, no dia do seu check-in no imóvel. Portanto, a maneira mais indicada e segura para antecipar o valor da reserva é utilizando o seu cartão de crédito.

Assim, caso ocorra qualquer imprevisto, você poderá entrar em contato com a administradora do cartão, relatando o desprovimento e solicitando o cancelamento dos devidos valores debitados na sua conta. Contudo, faz-se necessário ter em mãos todos os extratos e recibos de transações, armazenar as imagens que comprovem sua reserva e negociação com os anunciantes.

15. Faça o primeiro contato com o proprietário por meio do site

Dê prioridade em fazer o primeiro contato com o proprietário da casa de praia por meio de site de confiança. Têm acontecido muitos casos de furto virtual. Ou seja, um infrator utiliza seus dados fornecidos no site da empresa prestadora de serviço de locação para outros fins. E, ao utilizar sites confiáveis para esse serviço, a administradora do portal consegue realizar consultas sobre a inteireza do anunciante em casos de alguma eventualidade.

16. Atente-se aos aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos disponíveis

Outro fator aconselhável é solicitar ao proprietário que insira no contrato a relação dos aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos disponíveis na casa para o seu uso. Assim, você poderá atentar-se na chegada se todos os aparelhos redigidos no contrato estão realmente na residência e se os mesmos estão em perfeito estado de funcionamento.

No caso de alguma divergência das informações especificadas, você deverá recorrer ao proprietário comunicando a falha, podendo, neste caso, até receber um desconto pelo incidente e resguardando-se de ser o responsável pela indenização do dano.

17. Tire todas as suas dúvidas antes de assinar o contrato

Por último, antes de assinar o contrato de locação, tire todas as suas dúvidas quanto ao período de estadia, aos gastos que estão inclusos no valor do aluguel, aos utensílios domésticos disponibilizados para uso, aos empréstimos de roupas de cama mesa e banho, entre outros.

Todas as dicas acima são essenciais no momento de alugar uma casa de praia sem grandes preocupações e, assim, evitar problemas. Depois de tudo checado, basta chegar ao destino das férias e aproveitar o tão merecido descanso com toda a tranquilidade que você merece.

Se você gostou deste post sobre as dicas essenciais ao alugar uma casa de praia, então siga as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar as nossas atualizações: estamos no InstagramFacebook e LinkedIn!

Share This